sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

A principal busca dos brasileiros no PornHub em 2017 foi Overwatch


Overwatch não é apenas um shooter online de sucesso mundial. Pelo menos no Brasil, é também um sucesso na… pornografia? Bom, segundo as estatísticas publicadas pelo site pornô PornHub (link seguro para ver no trabalho), "overwatch" foi a maior busca feita o site por usuários do Brasil. E esta não é a única curiosidade brasileira no relatório.

O termo que mais cresceu em buscas no Brasil em relação ao ano anterior foi "overwatch hentai", com salto de 842%, seguido por "anime hentai", com 321%, e "bissexual brasileiro", com 280%.

O interesse do brasileiro pelo hentai (animes pornográficos), aliás, é bem grande e não se resume apenas no salto citado acima. "Hentai" foi a terceira maior busca feita no País em 2017, e "cosplay", o ato de se fantasiar de personagens de desenhos e filmes, é 76% mais buscado por brasileiros do que pela média do restante do mundo. A maior discrepância entre nosso país e o resto do globo, no entanto, está no termo "transgênero", 84% mais buscado por aqui.

Outro ponto que diferencia o brasileiro da restante do mundo na média é a popularidade de estrelas pornô. No Brasil, o topo de ranking é de ninguém menos que Kid Bengala. Talvez a curiosidade pelo que o ator carrega consigo esteja por trás do fato de ele desbancar os grandes nomes femininos da indústria.

Dados brasileiros destacados pelo PornHub (Imagem: Divulgação)

Um outro dado que chama a atenção é o de porcentagem de mulheres nos acessos ao PornHub. O Brasil foi o segundo país com maior proporção de mulheres assistindo aos vídeos pornô, com 35%, atrás apenas das Filipinas, onde o público feminino representa 36% dos acessos ao site.

Imagem

Brasileiras representaram 35% da audiência do Pornhub em 2017 (Imagem:Divulgação)

Já o ranking de países que mais entram no PornHub, o Brasil aparece apenas em 10º, mantendo sua posição do ano anterior. Estados Unidos, Reino Unido e Índia encabeçam a lista.


Fonte: Gizmodo/Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Back To Top